sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dia mundial de S. Jorge e do Escutismo

Hoje, dia 23 de Abril comemora-se em Portugal Dia Mundial de S. Jorge e o Dia Mundial do Escoteiro de quem S. Jorge é também o Santo Patrono. Celebra-se ainda nesta data, o Dia Mundial do Livro e do direito do Autor e o Dia Nacional do Deficiente Auditivo.

São Jorge é também celebrado em outros países que o têm por Patrono, tais como o Reino Unido, Geórgia, Catalunha e Bulgária. Para o Reino Unido, o Dia de São Jorge é também o seu Dia Nacional. Muitos países celebram a sua data em 23 de Abril, que é a data tradicionalmente aceita do falecimento de São Jorge. O Dia de São Jorge é também comemorado localmente em Newfoundland, Canadá, e no Estado do Rio de Janeiro, Brasil.

Fonte: http://pt.wikipedia.org, Categoria: Datas comemorativas
Imagem: http://www.fotolog.com/oracoes/18930373



No livro escutismo para rapazes, Baden Powell referiu-se aos Cavaleiros da Távola Redonda, à Lenda do Rei Artur e a St. Jorge que era o seu santo protector. B.P. dizendo:
"São Jorge é também o patrono de todos vós, escuteiros, em qualquer lado onde estiverdes. Por isso todos vós devereis saber a sua história, pois São Jorge é um exemplo sempre vivo do que um escuteiro deve ser. Quando ele enfrentava o perigo ou situações temerosas, quanto mais difíceis elas pudessem ser, mesmo na forma de um dragão – ele nunca as evitava ou tinha medo. Enfrentava-as sim, com todo fervor sem procurar descanso. É esta exactamente a forma com um escuteiro deve enfrentar uma dificuldade ou um perigo, não importando o quão grande e terrífico ele possa parecer. O escuteiro deverá enfrentá-lo com confiança, usando todas as suas forças possíveis e ultrapassando-se a si próprio. Provavelmente terá sucesso”.

Dia 23 de Abril é dia de São Jorge e nesse dia , os escuteiros deverão lembrar-se da sua promessa e da lei de escuta. Não que um escuteiro a deva esquecer nos outros dias, mas o dia de São Jorge é um dia especial para reflectir sobre ela.
Pensa-se que São Jorge tenha nascido na Capadócia, Ásia Menor, e tenha vivido no tempo do Imperador Romano, Dioclétio (245-313 a.C.). Filho de um homem que morreu pela Fé, fugiu com a mãe para a Palestina, onde se expôs à cultura romana. Tornou-se então um cavaleiro de elevado grau hierárquico na Legião Romana. Sob ordens do Imperador Romano, recusou-se a perseguir Cristãos, na região onde é hoje a Palestina, sendo por isso preso, torturado e decapitado a 23 de Abril de 303 a.C. Conta-se que ao ser torturado fez o sinal da cruz e todas as estátuas dos Deuses romanos caíram. A imperatriz Alexandra ao ver este milagre, decidiu converter-se, sendo posteriormente morta pelo marido.
São Jorge foi canonizado em 494 a. C., pelo Papa Gelásio proclamando-o um daqueles cujo nome “será referido entre os Homens, mas cujos actos serão conhecidos apenas por Deus”.
A lenda de São Jorge é a lenda alegórica do Bem contra o Mal. O próprio nome vem do Grego e significa homem da Terra.
Conta-se que um dia o nobre cavaleiro São Jorge cavalgou para a cidade pagã de Silene onde é hoje a Líbia, para descobrir um povo atormentado por um dragão que se alimentava com um cidadão por dia. A próxima vítima seria Cliolinda a filha do Rei. Mas São Jorge combateu o dragão com coragem moral e física, que um escuteiro deve tentar atingir, libertando o povo do seu opressor convertendo-o ao Cristianismo.

texto de JoeWhite
in http://cne696.no.sapo.pt
imagem: http://fna.cne-escutismo.pt

1 comentário: